A pandemia mudou o comportamento de quem utiliza o elevador de acessibilidade. Entidades como a Associação Brasileira das Empresas de Elevadores (Abeel) prepararam uma cartilha com dicas para quem usa o aparelho. De acordo com a entidade, em todo o Brasil há 400 mil equipamentos.

Segundo a cartilha, a primeira dica para quem deseja se proteger da Covid-19 é evitar aglomerações. Portanto, muitos usuários desses aparelhos passaram a tomar cuidado com o número de pessoas que os utilizam. Outro cuidado que as pessoas adotaram foi acionar o botão de chamada de pavimento e o botão da cabina com o auxílio de um lenço de papel descartável. As pessoas também evitam se encostar nas paredes dos equipamentos.

Outro órgão que se preocupou em orientar as pessoas foi o Ministério da Saúde. Ele elaborou um infográfico com recomendações para quem usa elevador. Entretanto, além de todos os cuidados sugeridos pelo órgão federal, quais as outras mudanças que a pandemia trouxe no comportamento de quem utiliza esse tipo de aparelho? Isso é o que você vai descobrir a seguir. Confira!

Modelos-e-aplicações-da-plataforma-e-elevador-de-acessibilidade

O que mudou no comportamento do usuário do elevador?

Depois de se conscientizarem sobre a importância de evitar aglomerações por conta do novo coronavírus, quem utiliza o elevador de acessibilidade tem levado a sério as recomendações dos órgãos de saúde. Veja aí o que as pessoas andam fazendo:

Evitam andar com pessoas estranhas

Muitos usuários têm evitado usar o elevador com pessoas estranhas. Nos condomínios, eles preferem usar o aparelho sozinhos ou com familiares. No caso dos edifícios comerciais, o elevador é usado com o mínimo de pessoas.

Usam álcool gel sempre que podem

O uso do álcool gel ao entrar ou sair do elevador também foi adotado por muitos usuários. Uma dica para quem ainda não tem esse costume é comprar um spray que cabe dentro da bolsa e colocar um pouco de álcool. Leve sempre quando você tiver que usar um elevador de acessibilidade. Ao chegar em casa ou no trabalho, lave as mãos com água e sabonete, e aplique álcool gel. Também cuide da higiene da sua cadeira de rodas ou do seu aparelho para a locomoção. Não descuide da sua higiene!

Tomam cuidado ao acionarem o botão do elevador

Muitas pessoas passaram a usar o papel toalha ao acionarem o botão do elevador. Faça o mesmo, mas não esqueça de descartar o papel no lixo destinado a ele. 

Usam máscaras ao saírem de casa

A máscara deve ser usada sempre que sair de casa. E, claro, dentro do elevador de acessibilidade. Você deve cobrir o nariz e a boca de forma adequada. Não use a máscara apenas para cobrir a boca, ok?

Mantêm abertas a porta do elevador

Essa dica foi adotada por quem faz a manutenção e a limpeza do equipamento. Se esse é o seu caso, mantenha as portas abertas por um bom período e aumente a ventilação dentro do elevador. Isso também pode ser feito quando o equipamento não estiver em uso. Utilize sistemas de gestão que permitem o deslocamento do elevador para um andar específico.

Cuidam da higiene do equipamento

Siga o exemplo e capriche na limpeza do elevador de acessibilidade. Cuide dos botões de chamada e das partes internas da cabina, bem como do corrimão das escadas e esteiras rolantes.

Contratam um profissional para a limpar o elevador

Você também deve escolher um profissional capacitado e que não esteja no grupo de risco da Covid-19 para limpar o elevador de acessibilidade. Utilize produtos adequados e que não danifiquem o equipamento. Para limpar o aço inoxidável, a dica é usar detergente neutro diluído com pouca água. Isso protege as partes elétricas do seu equipamento. Utilize, ainda, álcool 70%, ele é eficaz na hora da limpeza.

[e-book] Acessibilidade na construção civil: importância dos projetos e a responsabilidade | Baixar grátis | JE Elevadores

Não usam produtos que danificam o aparelho

Não use produtos como cloro ou água sanitária para limpar o aparelho. Eles causam alergias e até tosse, oxidam o aço inoxidável e danificam o elevador de acesso.

Veja outras dicas importantes:

  • saia de casa somente quando necessário;
  • tome banho ao chegar em sua residência;
  • higienize as mãos sempre que possível;
  • não coloque as mãos nos olhos ou na boca;
  • lave o cabelo;
  • não encoste no corrimão de acesso.

Agora que você já viu como a pandemia mudou o comportamento das pessoas que utilizam o elevador de acessibilidade, você também tomará os cuidados necessários ao usar o equipamento, não é mesmo? E não se esqueça, a melhor maneira de vencermos a Covid-19 é fazer o vírus não circular! Então, previna-se!

Quer continuar bem informado? Leia o nosso próximo post e aprenda a fazer a higienização dos elevadores de acessibilidade!

Share This