Se você é empresário e investidor, gosta de comprar ou vender imóveis, deve saber o quanto é importante a acessibilidade na construção civil. Você precisa pensar em empreendimentos que proporcionem segurança e liberdade, principalmente para  os portadores de deficiência física. E como fazer isso? Preparando um checklist de acessibilidade na construção civil.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Resolução nº 9050, garante a acessibilidade na construção civil. Ela elimina as barreiras urbanas e arquitetônicas das cidades. Por isso, você deve conhecer todas as leis e pedir ao seu engenheiro para adaptar os imóveis que deseja oferecer aos seus clientes. Então, veja no que é preciso pensar:

1. Cuide da comunicação e da sinalização

Quando falamos em acessibilidade na construção civil, precisamos pensar na comunicação e na sinalização. Qualquer pessoa, independente do seu conhecimento, deve entender a sinalização dos imóveis. Portanto, faça o seguinte:

1.1 Disponha a sinalização em locais visíveis

A sinalização deve estar em locais visíveis como entradas, áreas reservadas para pessoas com mobilidade reduzida, saídas de emergência e áreas de lazer. A sinalização tátil do piso deve ter elementos de direcionamento instalados para orientar aos portadores de deficiência visual. O imóvel precisa ter vários tipos de pisos, como táteis, de alerta e direcionais.

1.2 Tenha uma sinalização sonora

A sinalização sonora deve funcionar como um alerta, um auxílio em situações de emergência. Em relação aos espaços públicos, estes precisam garantir ambientes, objetos e produtos que possam ser utilizados por pessoas de várias capacidades, tornando o local igual para todos.

1.3 Preste atenção aos parâmetros antropométricos e as dimensões básicas

Você já deve saber que as pessoas que utilizam cadeiras de rodas ou andadores no seu deslocamento necessitam de mais espaço para se movimentarem. Portanto, a largura livre mínima recomendada para os ambientes é de 1,50 m e a admissível é de 1,20 m.

1.4 Pense na mobília

Os móveis também devem fazer parte do checklist de acessibilidade na construção civil. Portanto, garanta que eles não atrapalhem quem precisa utilizar uma cadeira de rodas ou qualquer outro meio para se locomover.

1.5 Ofereça um bom estacionamento

No caso do estacionamento, você deve reservar pelo menos 2% do total de vagas para os deficientes físicos ou que transportam deficientes visuais. Também pense no estacionamento para idosos. A lei determina que 5% das vagas devem ser voltadas para os estacionamentos púbicos e privados.

1.6 Cuide da acessibilidade nas calçadas

Você também deve pensar na acessibilidade das calçadas. Elas devem ser construídas sem desnível, com faixa de circulação recomendável de 1,50 m, sendo o mínimo admissível de 1,20 m. Caso o imóvel tenha marquises, placas de identificação ou toldos, você deve respeitar a altura superior a 2,10 m.

2. Invista em um imóvel confortável

Quanto à edificação, ela deve ser confortável para os usuários com deficiência. Nada de investir em um imóvel que provoca esforço ou fadiga. Por isso, inclua os seguintes itens no seu checklist de acessibilidade na construção civil:

2.1 Rampas

As inclinações superiores a 5% são consideradas rampas. A largura livre recomendada é de 1,50 m e a inclinação transversal deve ser, no máximo, 2% em rampas internas e 3% em rampas externas.

2.3 Elevadores

Em todas as edificações com mais de cinco andares, os elevadores devem ter uma previsão de espaço para instalação de elevador. Todas as portas do imóvel, inclusive dos elevadores, devem ter um vão livre mínimo de 0,80 m e altura mínima de 2,10 m.

2.4 Sanitários e vestiários

O checklist de acessibilidade na construção civil também deve pensar nos sanitários e vestiários (se tiverem). Os sanitários também devem ser destinados aos portadores de deficiência. Segundo as normas técnicas de acessibilidade da ABNT e o Decreto Federal nº 5.296/2004, você deve reservar pelo menos uma cabine para o sexo feminino e outra para o sexo masculino em cada pavimento da edificação.

2.5 Corrimão e guarda-corpo

Para os prédios, os corrimãos devem ser instalados em rampas e escadas, em ambos os lados. A altura deve ser de 0,92 m e 0,70 m do piso medidos da face superior do corrimão até o piso.

Pronto! Agora você já sabe o que não pode faltar no checklist de acessibilidade na construção civil, não é verdade? Por isso, antes de investir em qualquer imóvel, veja se ele atende as normas e ofereça os melhores empreendimentos para os seus clientes.

Quer aprender um pouco mais sobre acessibilidade? Confira o nosso próximo post sobre projeto de acessibilidade na arquitetura!

Share This