A acessibilidade é um tema que vem sendo debatido por muitas empresas. A inclusão de pessoas com deficiência, além da obrigatoriedade legal, passou a fazer parte da rotina das organizações que cumprem com o seu papel social.

Atualmente, espera-se que as empresas busquem maneiras de se envolver com a sociedade e por meio de ações responsáveis, melhorem a qualidade de vida das pessoas e promovam a inclusão sustentável.

O direito a acessibilidade também passou a ser uma exigência dos consumidores. Hoje, as pessoas vêem com outros olhos a empresa que cumpre a Lei de Cotas, implantada em 1991 e respaldada pela Lei Brasileira de Inclusão, que propõe a inclusão sustentável, ou seja, que não contratam apenas por causa da lei e sim, entendam que todas as pessoas são capazes de agregar valor a uma organização. A acessibilidade, portanto, ajuda no posicionamento da sua marca no mercado.

Só para ter uma ideia, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o censo de 2010 registrou que 24% da população brasileira tem alguma deficiência. Isso equivale a mais de 45 milhões de pessoas. De acordo com a RAIS 2016, aproximadamente 430 mil pessoas tinham emprego formal, o que corresponde a menos de 1% dos vínculos empregatícios.

No entanto, a questão é que muitas vezes essa baixa participação não é devido ao desinteresse dos profissionais com deficiência de ingressarem no mercado de trabalho, mas pela ausência de uma política de inclusão sustentável nas empresas.

[e-book] Por que investir em acessibilidade para eventos? | Baixar grátis | JE Elevadores

Mas como promover a acessibilidade das pessoas com deficiência e estruturar um programa de inclusão sustentável? Isso é o que você vai saber a partir de agora com as nossas dicas. Confira!

1. Conscientize as pessoas sobre a acessibilidade

Alguns rótulos e paradigmas geram muito preconceito. E isso acontece por falta de informação. Então, é preciso que você conscientize os seus colaboradores sobre a importância da acessibilidade das pessoas com mobilidade reduzida. Promova palestras, faça panfletos sobre o assunto. Divulgue a importância da acessibilidade.

2. Promova a inclusão sustentável

Para promover a inclusão sustentável é necessário ter em sua empresa um ambiente onde todos possam compartilhar as suas experiências. Pessoas com ou sem deficiência devem transitar neste espaço e desenvolver o trabalho com total autonomia.

Isso é, portanto, fundamental para inclusão. No entanto, para que tudo isso aconteça é necessário garantir a acessibilidade arquitetônica e tecnológica na sua empresa.

3. Invista na acessibilidade

Muitos empresários pensam que é caro promover a acessibilidade. Isso é um erro. Como também é errado imaginar que um ambiente acessível elevará os custos da sua organização e só atingirá as pessoas com deficiência. Quer um exemplo de que isso não é verdade?

As rampas facilitam a circulação da pessoa com deficiência de locomoção, certo? Mas também são ideais para as mulheres que usam salto.

As rampas servem para você, que precisa usar uma mala com rodinhas e passar pelos corredores ou andares da sua empresa. Além disso, quem utiliza equipamentos de limpeza e carrinhos de mercadorias também agradecem  por essa forma de acessibilidade.

4. Compre equipamentos que promovam a inclusão

Quando falamos de acessibilidade tecnológica logo pensamos nos computadores. Grande parte deles já possuem a acessibilidade com ampliação de textos, softwares de voz para deficientes visuais e tradutores de Libras (Língua Brasileira de Sinais) para seu site. Ao adotar uma linguagem simples, você facilita o entendimento das pessoas com deficiência.

Outro equipamento que facilita a inclusão é o elevador de acessibilidade da JE Elevadores. Ele garante que a pessoa com mobilidade reduzida e tenha acesso aos departamentos da sua empresa e também faz com que os seus próprios clientes com essa mesma mobilidade consigam ter acesso aos serviços que você oferece.

Além disso, os elevadores de acessibilidade oferecem total segurança para quem precisa utilizá-los.

5. Promova ações de retenção

Algumas ações de retenção são necessárias para entender como está a qualidade da empregabilidade da pessoa com deficiência na empresa. Um bom e simples exemplo é o acompanhamento formal dos contratados.

Esta ação deve ser iniciada desde o primeiro mês da contratação profissional. Também é necessário você saber o que os funcionários pensam e como avaliam a empresa. Só assim você conseguirá melhorar o nível de inclusão sustentável.

Agora você já sabe como promover a acessibilidade na sua organização, não é verdade? Coloque as nossas dicas em prática e elabore seu programa de inclusão sustentável!

Você quer ler mais sobre acessibilidade? Acesse o nosso próximo post e entenda a importância dos desenhos universais!

Share This