8 Vantagens do elevador residencial

8 Vantagens do elevador residencial

O elevador residencial possui várias vantagens no seu uso. Ele oferece conforto e comodidade para quem anda de cadeira de rodas ou tem outro tipo de mobilidade reduzida.

Os elevadores residenciais ajudam a vencer desníveis que seriam intransponíveis e fazem com que a limitação de mobilidade se torne coisa do passado. Exemplos de equipamentos eficientes são os elevadores elétricos ou plataforma de acessibilidade.

No entanto, se você deseja conhecer um pouco mais sobre o elevador residencial, continue com a gente em nosso post. Entenda quais as principais vantagens deste equipamento!

1. Oferece mais acessibilidade

O elevador hidráulico para residências oferece mais acessibilidade. Essa é uma das principais vantagens de ter esse tipo de elevador.

Ele serve para cadeirantes, gestantes, idosos e demais pessoas com mobilidade reduzida e deficiência física. O equipamento garante a autonomia dessas pessoas, principalmente dos usuários de cadeira de rodas.

2. Aumenta o conforto da sua casa

Uma grande vantagem do elevador residencial é proporcionar o conforto das pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência física em casa. Muitas vezes tido como secundário, o conforto diz respeito à qualidade de vida.

Você pode ter algum tipo de limitação de mobilidade e ainda assim ser plenamente capaz de subir as escadas, mas a tarefa pode ser desconfortável e ser difícil, principalmente para idosos.

Com o elevador residencial, o que era para ser difícil se torna simples e corriqueiro, e a qualidade de vida dá um salto com o conforto que ele oferece.

3. Dá mais segurança aos moradores

O elevador residencial garante a segurança da pessoa com mobilidade reduzida em relação a quedas. Para resolver essa situação, o elevador residencial possui guardas na lateral interna, e pode ser parado a qualquer momento da sua trajetória caso o passageiro sinta-se inseguro com o funcionamento.

A maior questão da segurança é a nossa incapacidade de prever acidentes, o que no caso da pessoa com mobilidade reduzida, torna-se ainda mais potencializado.

Assim, o bom mesmo é seguir a velha máxima: é melhor prevenir do que remediar. Do lado externo, possui uma chave geral, na qual bloqueia o equipamento e mantém as portas fechadas. Ela serve para travar a máquina para que outras pessoas não tenham acesso, como por exemplo, as crianças.

4. Faz você ir mais longe

O elevador é uma maneira de oferecer liberdade para as pessoas que necessitam de acessibilidade. Ele auxilia a sair de casa ou ajuda a chegar na cozinha, caso a sua casa tenha dois andares e possua muitas escadas. Portanto, o elevador residencial é o equipamento que faltava para você conseguir ir e vir em sua casa ou apartamento.

5. Tem custos reduzidos e manutenção garantida

Muitas pessoas não cogitam a instalação de um elevador residencial em casa pensando nos custos como o consumo de energia elétrica. No entanto, ele pode variar conforme o tipo e o modelo de elevador.

Também há preocupação com os custos da instalação de um elevador residencial. No entanto, apesar de você ter que fazer um investimento na instalação do equipamento, o preço é justo e de forma alguma é alto demais.

Além disso, muitas empresas oferecem pacotes de instalação com manutenção já incluída, que deve ser feita periodicamente. Assim, você só gasta uma vez, e já desfruta das vantagens do elevador residencial após a sua instalação.

6. Podem ser instalados em qualquer lugar

O elevador residencial pode ser instalado em qualquer lugar. Um dos melhores pontos do elevador residencial é a sua praticidade de instalação e suas dimensões compactas, que cabem em qualquer lugar e ainda oferecem o tamanho exato para proporcionar uma viagem tranquila e confortável ao passageiro.

Você pode encaixar o elevador residencial em lugares onde há movimento intenso de pessoas na casa e garantir a segurança de todos e a comodidade.Também dá para instalar em qualquer local que precise de uma conexão para as pessoas com mobilidade reduzida na casa, ligando quartos à cozinhas, salas de televisão, banheiros e onde mais for necessário.

7. Valoriza o imóvel

O elevador residencial também valoriza o seu imóvel. Ele agrega valor. Estima-se que a sua casa ou apartamento valorize entre 20% e 25% o imóvel, o que é importante caso você queira vendê-lo mais tarde.

8. Melhora a estética da sua casa ou apartamento

Independente da necessidade do elevador residencial, vale ressaltar que ele agrega melhoria estética ao projeto e isso sem precisar de muito espaço, pois há opções a partir de 2 metros quadrados. Os modelos são elegantes e que acompanham os materiais usados no restante da casa.

Agora você já sabe as vantagens do elevador residencial, não é mesmo? Portanto, quando comprar uma casa ou apartamento, prefira imóveis com esse tipo de elevador.

Gostou do conteúdo? Leia o nosso próximo post e confira algumas vantagens do elevador de acessibilidade!

Precisando de um Elevador de Acessibilidade? Solicite-nos um orçamento de um elevador de acessibilidade e conheça as principais vantagens! | JE Elevadores

Projeto de acessibilidade na arquitetura

Projeto de acessibilidade na arquitetura

Entender o projeto de acessibilidade na arquitetura requer um pensamento mais amplo, diferente do que é feito em grande parte das adaptações para pessoas com mobilidade reduzida em estruturas como prédios públicos, áreas residenciais e estabelecimentos comerciais.

Isso se torna evidente inclusive durante esse próprio parágrafo: note que usamos a palavra “adaptação”, que na realidade das pessoas com mobilidade reduzida se traduz em tornar um ambiente muitas vezes intransponível para elas em um com as mínimas condições de locomoção. Esse não deveria ser o objetivo do projeto de acessibilidade na arquitetura.

Pode parecer que estamos falando contra a causa do projeto de acessibilidade, mas na verdade é o contrário. Quer saber mais sobre esse debate? Então continue a leitura!

O projeto de acessibilidade na arquitetura foca na mobilidade

O que muitos profissionais de arquitetura e da engenharia falham em perceber é que não devem haver adaptações para atender as condições mínimas de locomoção das pessoas com mobilidade reduzida: na verdade, todo o design da estrutura deve ser pensada de forma a propiciar essas condições.

Uma andorinha só não faz verão, assim como uma única rampa de acesso não é o suficiente para que o projeto de acessibilidade seja satisfatório. E o espaço dos corredores? E o tipo de piso utilizado? Será que ele é propício para o trânsito com bengalas, muletas ou cadeiras de roda?

O projeto de acessibilidade, quando bem pensado, procura resolver todas as dificuldades das pessoas que podem vir a frequentar aquela localidade, mas não de forma pontual: é necessário ter uma grande abrangência para garantir não apenas condiçõe básicas, mas o conforto de todas as pessoas, com mobilidade reduzida ou não.

E é aí que entra um conceito interessante, que procura ir além da concepção do projeto de acessibilidade: o desenho universal. Continue lendo para descobrir o que ele é!

O que é o Desenho Universal?

Ao final da segunda guerra mundial, a população americana que apresentava mobilidade reduzida cresceu consideravelmente, principalmente devido aos ferimentos de guerra. Quando esses veteranos voltaram para casa, descobriram que grande parte das estruturas não contemplava o uso de muletas, bengalas ou cadeiras de rodas, e não havia nenhum tipo de auxílio de locomoção para pessoas cegas pela rua.

Assim, nessa época foi criado o Desenho Livre de Barreiras, que mais tarde passou a se chamar o Desenho Universal. O Brasil abraçou essa iniciativa com o seu boom de crescimento urbano nos anos sessenta, e hoje em dia o Desenho Universal é o principal norteador do projeto de acessibilidade na arquitetura.

A própria ABNT se baseou nos seus preceitos para a elaboração da NBR 9050, que regula o projeto de acessibilidade na engenharia. Porém, mesmo com os esforços feitos, as recomendações do Desenho Universal não são todas seguidas à risca.

uso equitativo, flexibilidade no uso, uso simples e intuitivo, informação perceptível, tolerância ao erro, baixo esforço físico e tamanho e espaço para aproximação e uso.

O projeto de acessibilidade que se pauta inteiramente no desenho universal apresenta sete guias principais. São elas:

  • Uso Equitativo: o entendimento que todos devem ser capazes de se movimentar sem barreiras;

  • Flexibilidade no uso: a criação de várias opções para as mais variadas limitações;

  • Uso simples e intuitivo: é a facilidade de usar as soluções do projeto de acessibilidade de forma intuitiva, sem precisar de instruções para entender como a estrutura funciona;

  • Informação perceptível: é a sinalização adequada das opções de mobilidade dentro do projeto de acessibilidade;

  • Tolerância ao erro: a possibilidade de errar sem ter riscos à integridade física do usuário;

  • Baixo esforço físico: é a opção de não ter que realizar muito esforço para utilizar um item do projeto de acessibilidade;

  • Espaço para aproximação e uso: diz respeito ao espaço suficiente para se locomover e utilizar as soluções de acessibilidade;

 

A tecnologia no projeto de acessibilidade

Hoje em dia, já fizemos muitos avanços no campo tecnológico capazes de oferecer grandes vantagens ao projeto de acessibilidade. Uma delas é o elevador de acessibilidade.

Podendo ser inserido em qualquer estrutura e em espaços reduzidos, o elevador de acessibilidade é capaz de vencer desníveis com facilidade e, principalmente, sem muitos gastos para o proprietário.

Incluir o elevador no seu projeto de acessibilidade, na época em que vivemos, não é apenas uma questão de querer inserir a pessoa com mobilidade reduzida: é um esforço cidadania e respeito, principalmente pelas facilidades que ele traz sem custos ou manutenção elevada.

Se quiser saber mais a respeito dessas soluções para o seu projeto de acessibilidade, não deixe de conhecer a JE Elevadores. Somos especialistas no assunto e trabalhamos todos os dias para oferecer o melhor para o seu projeto de acessibilidade.

E para mais conteúdo relevante como esse, não deixe de seguir o nosso blog, ok? Até a próxima!

Elevadores de acessibilidade: conheça suas vantagens

Elevadores de acessibilidade: conheça suas vantagens

As vantagens dos elevadores de acessibilidade são várias, e estão relacionadas com o bem estar das pessoas, mobilidade reduzida e às necessidades de adequação à leis e normas técnicas e até mesmo a aspectos econômicos.

Quer saber quais são as vantagens que os elevadores de acessibilidade trazem ao seu empreendimento, à sua vida e ao bem estar das pessoas em geral? Neste artigo iremos tratar basicamente disso.

Continue a leitura para saber mais!

Elevadores de acessibilidade e as vantagens em vários níveis

Quando falamos em elevadores de acessibilidade, logo nos vem em mente as pessoas com mobilidade reduzida que necessitam da estrutura para se locomover com segurança e sem mais transtornos. Mas será que essa é a única vantagem que os elevadores de acessibilidade oferecem?

Os elevadores de acessibilidade possuem vantagens que vão muito além disso, sendo responsáveis não apenas por valorizar as necessidades de locomoção de todas as pessoas, mas também pela valorização do empreendimento, incentivo à popularização dessas soluções pela cidade e, é claro, a cidadania.

Vale lembrar também, que a plataforma de acessibilidade também é bem vista e ajuda muito na mobilidade dos cadeirantes.

Neste tópico, vamos explicar de forma aprofundada essas vantagens dos elevadores de acessibilidade, confira:

Dever de cidadania

Acima de tudo, os elevadores de acessibilidade possuem no seu nome a sua maior vantagem: promover o acesso livre a qualquer ambiente por qualquer pessoa.

Seja em prédios, estabelecimentos comerciais ou escolas e instituições de ensino, as pessoas com mobilidade reduzida estão sempre presentes, somando 15% da população brasileira segundo pesquisas recentes do IBGE.

Portanto, os elevadores de acessibilidade são, acima de tudo, formas de exercitar a cidadania e o respeito às diferenças no ambiente metropolitano, garantindo através de um pequeno investimento e um esforço mínimo de adequação uma facilidade tremenda na vida de muitas pessoas por anos e anos.

Valorização de imóveis

Hoje em dia, já existem leis de acessibilidade para condomínios sendo construídos, sendo que elas também se aplicam aos que já foram erguidos no passado. O que falta então para que os elevadores de acessibilidade estejam presentes em todos eles? A fiscalização.

Porém, com os debates se tornando cada vez mais intensos e a população ganhando mais voz a cada dia, é apenas uma questão de tempo até que todos os empreendimentos imobiliários precisem se adequar à legislação do município e do estado.

Uma das vantagens dos elevadores de acessibilidade é a valorização que essa solução traz ao imóvel, que passará a estar de acordo com as recomendações da lei, sendo assim mais atrativo para investimentos.

Aumento da clientela

Para empreendedores no nível comercial, as vantagens dos elevadores de acessibilidade são várias, mas com certeza a maior delas é o aumento da freguesia e a fidelização de clientes que preferem o seu estabelecimento por respeitá-los.

Ao se instalar elevadores de acessibilidade no seu comércio, as pessoas com mobilidade reduzida estão inseridas no seu escopo de mercado simplesmente porque, ao contrário da maioria dos estabelecimentos, você oferece formas seguras e práticas de inclusão dessa parcela da população no seu ambiente.

Com um investimento baixo, é possível aumentar sua clientela e fidelizar clientes muito mais e melhor.

Facilidade de instalação

Uma das maiores vantagens dos elevadores de acessibilidade, é a facilidade de instalação e manutenção que eles apresentam, além do seu custo bastante reduzido quando comparado à criação de rampas de concreto.

Para instalar elevadores de acessibilidade, você não precisa de um espaço muito grande, apenas de uma área de no máximo dois metros quadrados para a acomodação do equipamento e a entrada do usuário.

Segurança em casa

No ambiente residencial, é importante ter segurança e conforto para se locomover, afinal, acidentes domésticos são perigosos e podem resultar em danos físicos bastante sérios.

Os elevadores de acessibilidade podem ser instalados em closets, na cozinha, na sala, nos quartos e onde mais o proprietário desejar, criando uma atmosfera segura para que todos possam se locomover de maneira fácil e sem maiores complicações.

Os elevadores residenciais são a solução para a maioria das dificuldades de movimentação, para não dizer todas elas. Venha conhecer o site da JE Elevadores e conheça as vantagens você mesmo! Se ainda houver dúvidas, não hesite em entrar em contato e conversar com os nossos especialistas.

Para mais informações como essas, não deixe de acompanhar o nosso blog sobre acessibilidade!

Acessibilidade no ambiente escolar: O que os pais devem exigir.

Acessibilidade no ambiente escolar: O que os pais devem exigir.

Acessibilidade no ambiente escolar é uma das grandes preocupações dos pais de crianças com mobilidade reduzida, já que tudo o que todos eles querem são condições para os seus filhos se aproveitarem do ambiente escolar da mesma maneira que todas as outras crianças.

Você sabia que os recursos de acessibilidade no ambiente escolar são exigidos por lei? É o artigo 24 do decreto 5296, de 2004, que regulamenta essa preocupação com a mobilidade nas escolas. Foi pensando nisso que escrevemos este artigo, mostrando quais são as estruturas que devem estar presentes em todas as escolas para que a acessibilidade seja respeitada.

Continue a leitura para saber mais!

A acessibilidade no ambiente escolar é obrigatória

Muitas pessoas usam inadequadamente o termo adaptação para se referir aos esforços de criação de um ambiente seguro e, que possa ser aproveitado por todos os indivíduos, com ou sem mobilidade reduzida. Porém, esse é um problema que vai além do significado da palavra e do seu mau uso.

Adaptação diz respeito à trocar elementos de uma estrutura para que ela passe a comportar outros usos, incluindo a acessibilidade no ambiente escolar. O problema é que quando se pensa em adaptar, tem-se a noção de que é possível construir um ambiente sem pensar em todos os indivíduos e nas suas necessidades de mobilidade e depois acrescentar pequenas soluções para contemplá-los. Na prática, não é assim que deve funcionar.

A acessibilidade no ambiente escolar, garantida por lei, deve ser pensada na concepção do projeto, e não após. Não é adaptação, e sim adequação à lei antes mesmo da construção começar. Esse é um esforço de cidadania, e portanto, absolutamente empático com as pessoas com mobilidade reduzida.

Essa ideia errônea de adaptação nos leva a problemas como a falta de escolas com acessibilidade no Brasil, que segundo o IBDD (Instituto Brasileiro dos Direitos das Pessoas com Deficiência) já chegam a ser 50% do total de instituições de ensino, em média, sendo que em alguns estados o índice chega a 4%.

Quais são os recursos de acessibilidade no ambiente escolar?

Os recursos de acessibilidade no ambiente escolar são vários, contemplando todas as formas de ampliação de mobilidade. São eles:

Rampa ou elevador de acesso

Assim como nos estabelecimentos comerciais, as rampas de acesso são uma necessidade nas escolas: para todo e qualquer desnível a ser vencido, uma rampa ou um elevador devem ser instalados.

O elevador surge como ótima opção para a segurança da criança, já que como estamos tratando de um ambiente escolar, é possível que as rampas sejam utilizadas por todos os alunos, muitas vezes correndo, o que pode ser um risco à integridade física do aluno com mobilidade reduzida.

Pisos táteis

Os pisos táteis são aqueles para as pessoas com deficiência visual, que se guiam por elas com os pés através de sinalizações gravadas na sua estrutura.

Elas são muito importantes como indicadoras dos caminhos que o aluno cego precisa tomar, uma vez que existem barreiras constantes no ambiente escolar e, na maioria das vezes, uma longa distância a ser percorrida para chegar até a sala de aula.

Toaletes adaptados

Os banheiros das escolas também precisam ser acessíveis a todos, inclusive às pessoas com mobilidade reduzida.

É necessário ter pelo menos um sanitário mais alto e com barras de apoio, sendo que as pias não podem conter gabinetes e deve estar a no máximo um metro de altura.

Uma solução interessante é a criação de um banheiro completamente adaptado, separado dos outros banheiros, com uma atenção especial à limpeza para que não haja riscos à segurança do aluno com mobilidade reduzida nem constrangimentos.

A frente da escola

A rua e a entrada da escola também precisam de atenção especial para garantir que a acessibilidade no ambiente escolar comece antes mesmo de o aluno entrar nas suas dependências.

Deve haver faixa de pedestres na rua e rampa de acessibilidade na calçada para que a criança consiga entrar sem maiores problemas no pátio da escola, sendo que, caso o desnível em relação à rua seja muito alto, a melhor saída é a plataforma de elevação.

Viu só como é importante fazer esforços para garantir a acessibilidade no ambiente escolar? Com o tempo e trabalho nesse sentido, nós podemos reverter o triste cenário brasileiro no que tange essa adequação a esse aspecto das leis que garantem a mobilidade.

Por isso, não deixe de fiscalizar e cobrar a escola dos seus filhos para que, no futuro, a acessibilidade no ambiente escolar deixe de ser uma adaptação e passe a ser uma constante em todos os projetos.

Ficou interessado em conhecer sobre nossos produtos? Então peça já um orçamento! E não esqueça de acompanhar nossos conteúdos em nosso blog.

Acessibilidade: onde instalar o elevador residencial para facilitar a mobilidade em casa?

Acessibilidade: onde instalar o elevador residencial para facilitar a mobilidade em casa?

Instalar um elevador de acessibilidade em sua casa não apenas gera um diferencial à sua propriedade, mas tem tantas vantagens de acessibilidade e facilidade de uso que um dia os elevadores residenciais poderão tornar as escadas obsoletas.

A instalação simples, combinada com os benefícios que os elevadores residenciais oferecem em termos de mobilidade, impulsionaram um aumento no número de pessoas que querem essa tecnologia inteligente para suas próprias casas.

Mas na hora de instalar o elevador residencial, algumas perguntas precisam ser respondidas, incluindo o lugar ideal para colocar o equipamento. Continue lendo e saiba tudo que precisa saber antes de instalar seu elevador de acessibilidade!

Melhorando a acessibilidade com a instalação de um elevador residencial

Não há dúvidas de que um elevador residencial torna a casa mais acessível para todos os moradores do que uma escada. Se você, uma visita ou um membro da família tem uma deficiência, ou precisa carregar crianças de um andar a outro, o elevador é uma maneira mais simples e segura de se deslocar.

Os elevadores residenciais melhoram particularmente a acessibilidade para pessoas com deficiência que vivem sozinhas, pois ele elimina a dependência de ajuda para se deslocar dentro da própria moradia.

Além disso, para muitas pessoas, chega um momento em que uma casa, de mais de um andar, já não é apropriada por causa dos riscos físicos e problemas que podem estar presentes após uma certa idade. Um elevador residencial poderia significar a diferença entre permanecer por um longo tempo no mesmo imóvel ou ter que se mudar.

Isso porque a instalação de um elevador residencial supera essas questões, proporcionando uma maneira fácil e sem problemas de se mover entre os andares e de eliminar as chances de acidentes.

O que saber para instalar o elevador residencial

A desvantagem do fato de que as escadas já vêm prontas com o imóvel é que você raramente tem alguma opinião sobre o local em que eles estão situadas ou como elas são construídos. Os elevadores residenciais, por outro lado, podem ser instalados em qualquer lugar.

Com uma variedade de tamanhos diferentes, o elevador pode caber em um espaço do mesmo tamanho que um armário e ser instalado como uma unidade autônoma, sem a necessidade de criar um fosso ou fazer mudanças estruturais no imóvel.

Existem duas opções principais na hora de escolher o local de instalação do seu elevador de acessibilidade, que são:

•  Elevador residencial no interior da casa: dentro de casa, o elevador poderá ficar, por exemplo, ao lado das escadas. Outra ideia é aproveitar o vão da escada para fazer a integração da caixa que leva a cabine do elevador. O importante é que haja uma altura mínima de 2,45 m no último piso e um pequeno vão de 10 cm abaixo do equipamento;

•  Elevador residencial no exterior da casa: nos espaços externos à residência, a instalação é feita por meio de alguma das paredes de acesso. Poderão ser utilizadas portas ou varandas superiores para permitir a entrada e saída da moradia. Na instalação, serão contemplados todos os ajustes para este acesso. O elevador poderá ser panorâmico para potencializar a beleza estética e permitir mais visibilidade.

Hoje em dia, os elevadores residenciais, também conhecidos como homelifts, podem ser instalados em quase todos os espaços de uma casa. São diversos tipos de elevadores disponíveis e opções de personalização que vão atender sob medida as necessidades da sua casa e dos moradores.

Instalar um elevador de acessibilidade é incrivelmente simples, independentemente do local escolhido. Uma vez que estão devidamente instalados, os elevadores residenciais aumentam a acessibilidade e fazem as escadas um problema do passado.

E você, está pensando em adquirir um elevador de acessibilidade para sua casa? Conheça os elevadores da JE e consulte nossos preços!