Compra e venda de imóvel: saiba agregar valor à propriedade

Compra e venda de imóvel: saiba agregar valor à propriedade

No universo da compra e venda de imóvel, é fundamental adotar estratégias perspicazes que possam realmente fazer a diferença. Existem várias maneiras de agregar valor a uma propriedade e apresentar argumentos sólidos ao alugar ou vender. 

Desde melhorias na infraestrutura até uma boa divulgação, o leque de possibilidades é vasto. Por isso, convidamos você a explorar um conjunto de dicas práticas que podem elevar significativamente o potencial da propriedade.

Assim, ao implementar essas estratégias, você estará mais preparado para obter resultados positivos nas transações imobiliárias. Vamos lá? Boa leitura!

Promova melhorias na infraestrutura para a compra e venda de imóvel

Para otimizar o valor de um imóvel na compra e venda, investir em melhorias na infraestrutura é uma estratégia altamente eficaz. Essas melhorias aumentam o apelo visual da propriedade e a tornam mais funcional e atraente para potenciais compradores ou locatários. Veja!

Renovações internas

Atualizar cozinhas e banheiros, substituir pisos desgastados e pintar as paredes são ações que valorizam o imóvel.

Eficiência energética

Investir em isolamento, janelas eficientes e sistemas de aquecimento/refrigeração reduzem os custos de energia para os futuros proprietários.

Paisagismo

Um jardim bem cuidado e atraente cria uma primeira impressão positiva. Além disso, adicionar decks, pátios ou áreas de entretenimento ao ar livre também é uma ótima ideia.

Tecnologia residencial

Instalar sistemas de segurança, automação residencial e infraestrutura para internet de alta velocidade pode atrair compradores que buscam comodidades modernas.

Manutenção regular

Garantir que a propriedade esteja bem conservada ao longo do tempo é essencial para preservar e aumentar seu valor.

Ampliação de espaços

Se possível, considere expandir espaços como salas de estar, cozinhas e quartos para criar ambientes mais amplos e arejados. Essa expansão pode melhorar a sensação de espaço e conforto, atraindo compradores em potencial.

Acabamentos de alta qualidade

Investir em acabamentos de qualidade, como pisos de madeira, bancadas de pedra natural e acessórios de banheiro de luxo, pode elevar a percepção de valor do imóvel. Esses detalhes costumam ser muito valorizados por compradores exigentes.

Sustentabilidade na compra e venda de imóvel

Considerar a instalação de recursos sustentáveis (como painéis solares, sistemas de reciclagem de água ou iluminação LED) reduz os custos operacionais. Além disso, é uma forma inteligente para atrair compradores preocupados com o meio ambiente, agregando valor ao imóvel.

Esteja informado sobre a região

Ao comprar ou vender um imóvel, é fundamental estar bem informado sobre a região e o bairro em que ele está localizado. Essa pesquisa é essencial para tomar decisões informadas e estratégicas. Então, saiba que avaliar a infraestrutura influencia diretamente no conforto e na qualidade de vida dos moradores.

Verifique se a região oferece comércio próximo, escolas de qualidade, hospitais, transporte público acessível e outras conveniências que tornam o dia a dia mais prático e acessível. 

Afinal, são fatores que afetam a comodidade e o valor do imóvel. Isso porque, bairros bem estruturados e seguros são mais valorizados no mercado imobiliário.

Além disso, conhecer a dinâmica da região pode ajudar a identificar tendências de valorização ou desvalorização imobiliária — o que é fundamental para tomadas de decisão inteligentes em transações de compra e venda. 

Portanto, a pesquisa detalhada sobre a região é um passo essencial para o sucesso nas negociações imobiliárias.

Compra e venda de imóvel: instale um elevador de acessibilidade

Acessibilidade na compra e venda de imóvel

A instalação de um elevador de acessibilidade em um imóvel é uma decisão inteligente, pois promove a inclusão e a melhoria da qualidade de vida de diversas pessoas. Então, esse investimento é de grande importância, pois beneficia pessoas com deficiência, idosos e aqueles com dificuldades de mobilidade.

Primeiramente, um elevador de acessibilidade proporciona independência e autonomia para as pessoas com deficiência física, permitindo que elas acessem diferentes níveis do imóvel com facilidade. Idosos também se beneficiam, pois reduz a dificuldade de subir escadas, diminuindo o risco de quedas e lesões. 

Então, além de melhorar a qualidade de vida dos moradores, a instalação de um elevador de acessibilidade torna o imóvel mais inclusivo e valioso

Dessa maneira, atrai um público mais amplo e potencialmente aumenta seu valor de mercado. Portanto, é uma escolha sensata tanto do ponto de vista humano quanto do investimento imobiliário.

Leia também: Elevador de acessibilidade pode valorizar o seu imóvel?

Capriche na divulgação

Uma divulgação eficaz cria uma imagem positiva do imóvel, atrai potenciais compradores ou locatários e maximiza o interesse no mercado. Veja algumas ideias.

  • Destaque às características: uma divulgação bem elaborada realça os pontos fortes do imóvel, como a localização, tamanho, comodidades e condições;
  • Crie uma primeira impressão positiva: fotos de alta qualidade e descrições detalhadas aumentam a atratividade do imóvel. Assim, motiva as pessoas a quererem saber mais;
  • Amplie o alcance: utilize canais de marketing eficazes, como anúncios on-line, redes sociais, sites imobiliários e parcerias com corretores locais para alcançar um público amplo;
  • Transparência: uma divulgação honesta e transparente estabelece confiança com os interessados e evita perda de tempo com visitas irrelevantes.

Você gostou de aprender as nossas dicas de compra e venda de imóvel?

Agora, que tal conhecer o catálogo da JE Elevadores? Clique aqui e conheça o nosso catálogo de elevadores de acessibilidade hoje mesmo.

Elevadores de acessibilidade JE, segurança e inclusão no seu projeto! Clique e baixe o catálogo.

10 dicas para a correta adequação quanto a acessibilidade em casa!

10 dicas para a correta adequação quanto a acessibilidade em casa!

Acessibilidade em casa é coisa séria, principalmente quando se tem pessoas com mobilidade reduzida vivendo nos mesmos ambientes. 

Um elevador de acessibilidade, um piso antiderrapante e até portas mais largas fazem toda a diferença. Para quem precisa de um apoio ao se locomover, todo suporte é indispensável.

E é comum pensarmos que a acessibilidade em casa se aplica apenas às residências com cadeirantes. A mobilidade reduzida também exige adaptação para garantir uma locomoção segura e confortável. 

Assim, idosos, gestantes e pessoas temporariamente doentes também necessitam de acessibilidade em casa. 

Até porque, de acordo com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), a mobilidade reduzida pode gerar quedas. E esses acidentes podem resultar em hematomas e ossos quebrados. 

No caso dos ossos mais velhos, o cenário é ainda mais grave. Isso porque eles demoram a se regenerar e não se recuperam totalmente.

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo. Aqui listamos dez dicas para contribuir com a aplicação e adequação quanto à acessibilidade em casa. Vamos lá?

 

1. Elevador de acessibilidade em casa

Elevador de acessibilidade em casa

Uma das principais dicas, para garantir a locomoção segura, é o investimento no elevador de acessibilidade. Essa solução é perfeita para a movimentação de cargas e pessoas simultaneamente. 

Por isso, eles são os mais indicados para garantir o conforto durante o deslocamento para andares superiores da casa. 

Com o elevador, é possível se locomover em diversos espaços e ambientes. Esse equipamento proporciona a capacidade de conectar a sala ao quarto, o quarto às áreas externas, etc. Tudo isso sem nenhuma restrição ou qualquer tipo de dificuldade.

Sem contar a simplicidade e facilidade de manutenção do elevador de acessibilidade. Além disso, eles ocupam menos espaço que um elevador tradicional, por exemplo.

Leia também: Guia para escolher o elevador de acessibilidade para sua casa

 

2. Elevadores para piscinas

Muitas vezes a pessoa com mobilidade reduzida não consegue ter lazer ou até mesmo se exercitar com segurança e independência. Os receios de quedas e acidentes acabam impedindo que tenham as mesmas condições de passatempo.

Por isso, para garantir a acessibilidade em casa também é preciso apostar em elevadores para piscinas. Eles evitam constrangimentos, promovem autonomia e liberdade.

Com essa solução, as pessoas com mobilidade reduzida têm acesso facilitado à piscina, graças à inovação e às características técnicas. Como, por exemplo:

  • Funcionamento por fuso;
  • Assento giratório;
  • Sistema de tração;
  • Controle de baixa alimentação.

A solução oferece segurança, durabilidade, bem-estar e qualidade de vida, sem complicação na instalação. Para conhecer mais desses elevadores clique aqui e acesse nosso conteúdo completo.

 

3. Rampas ou plataformas de acessibilidade

Rampas ou plataformas de acessibilidade

Qualquer relevo ou desnível podem gerar graves acidentes às pessoas com mobilidade reduzida. No caso das escadas, o risco é ainda maior. 

Afinal, há uma maior elevação entre os espaços. O que pode gerar quedas mais sérias e prejudiciais à qualidade de vida futura.

Sem contar que, em muitos casos, as escadas são barreiras de locomoção. Até mesmo para as pessoas com baixos níveis de mobilidade reduzida.

Então, para substituí-las e garantir acessibilidade em casa, invista em rampas. Elas promovem maior estabilidade na locomoção e, assim, garantem segurança.

E, para evitar grandes obras, é possível optar por plataformas de acessibilidade. Elas são portáteis, de aço e podem ser instaladas e retiradas a qualquer momento. A solução realiza o transporte de pessoas, de maneira vertical, em até 7m.

Leia também: Plataforma de acessibilidade: confira os principais modelos da JE Elevadores

 

4. Pisos emborrachados no banheiro

O banheiro é fonte de preocupação constante. Por isso, é um dos principais ambientes para adequar quanto a acessibilidade em casa. Afinal, a água em contato com pisos mais escorregadios, faz com que cada banho deva ser tomado com muito cuidado.

Sendo assim, para deixar esse espaço mais seguro, deve-se instalar pisos emborrachados e antiderrapantes, em posições estratégicas. Ou seja, não precisa colocá-lo em todo o banheiro! Basta apenas localizá-los em áreas que possuem contato com água.

Assim, é possível evitar acidentes graves e assegurar o bem-estar da pessoa com mobilidade reduzida.

 

5. Barras de apoio no banheiro

Barras de apoio no banheiro

As barras de apoio são mais uma opção de acessibilidade para o banheiro. Até porque, como citado anteriormente, esse é o espaço em que mais gera preocupação. 

Sendo assim, esses instrumentos atuam como apoio às pessoas com mobilidade reduzida. Isso porque garantem mais firmeza durante a locomoção e, consequentemente, maior confiança.

Eles podem ser instalados, também, de maneira estratégica ao longo do espaço, conforme a necessidade de cada um. O ideal é que estejam ao lado do vaso sanitário e dentro do box para prevenir acidentes.

 

6. Barras de apoio pela casa

Como abordado acima, as barras de apoio são instrumentos importantes para a acessibilidade. No entanto, a solução também pode ser colocada em diferentes áreas da casa.

Até porque, às vezes, ter barras de apoio só no banheiro pode não ser o suficiente. Especialmente em casos de pessoas mais idosas ou doentes, que podem ter um mal-estar ou fraqueza em qualquer lugar.

Logo, é interessante instalar algumas barras de apoio em posições estratégicas pela casa para dar mais segurança diáriaElas podem ser colocadas em áreas internas ou externas. Como, por exemplo, piscina e quarto. 

Corredores também são uma boa pedida, assim como a área de preparo de alimentos e varanda.

 

7. Móveis sem quinas

Móveis sem quinas

É preciso reforçar que a acessibilidade em casa não está necessariamente relacionada com adaptações pontuais e a equipamentos. 

Na verdade, ela é quase uma característica intrínseca do design e da arquitetura. Portanto, também está presente no estilo de móveis.

Muito disso está relacionado ao apoio. Dessa maneira, evite móveis com muitas quinas e prefira aqueles que sejam mais acolchoados. 

Também opte por aqueles que são mais resistentes e fixos aos chão, para evitar desequilíbrio. Além disso, prefira os mais práticos e simples. 

E, claro, pense na disposição dos mesmo para promover a melhor circulação entre os espaços.

Essas dicas melhoram tanto a segurança, quanto aumentam o conforto e bem-estar da pessoa com mobilidade reduzida.

 

8. Portas mais largas

A NBR 9050 visa garantir a acessibilidade da pessoa com mobilidade reduzida. Para isso, ela estabelece diretrizes quanto à largura das portas. 

Segundo a NBR, a largura do vão livre desse elemento deve ser de, pelo menos, 80 centímetros. Já a altura precisa ser de 2,10 metros. 

A norma ainda reforça a importância de corredores e elevadores terem as dimensões corretas, para facilitar a locomoção das pessoas.

Com isso, por exemplo, para os cadeirantes, há espaço mais do que suficiente para entrar e sair de diferentes ambientes. Tudo sem maiores desconfortos ou riscos à sua segurança. 

 

9. Iluminação da casa

Iluminação para acessibilidade em casa

A iluminação é mais um elemento que precisa ser considerado durante a adequação quanto à acessibilidade. 

Afinal, a falta de luz pode dificultar a visão, o que gera tropeços, desequilíbrio e quedas em desníveis

Então, em todos os horários do dia, a iluminação deverá ser aliada da pessoa com mobilidade reduzida. 

Pense na instalação de boas luzes para os diversos cômodos, principalmente dos corredores. Isso ajuda na identificação de vãos livres, portas e móveis, por exemplo.

 

10 – Tomadas mais altas

Tomadas mais altas evitam que as pessoas se abaixem com mais frequência. Dessa forma, facilitam a vida delas devido à segurança e o conforto. 

Para isso, basta adicionar extensões discretas que colaboram com a acessibilidade da casa e o bem-estar.

Cabe destacar que as tomadas mais distantes também podem ocasionar acidentes. Afinal, é necessário maiores fios, que ficam espalhados pelos cômodos. 

O que, consequentemente, pode ocasionar tropeços. Logo, instale uma grande quantidade de tomadas e em diferentes ambientes.

 

Próximo passo

O mais importante da acessibilidade em casa é fazer com que a residência inteira seja segura para qualquer pessoa. Ou seja, com mobilidade reduzida ou não. 

Aplique essas dicas para que todo mundo consiga se locomover adequadamente e com conforto pelos ambientes!

Nesse cenário, a JE Elevadores é a parceira ideal na hora de promover a acessibilidade em casa! 

Somos referência em elevadores para pessoas com mobilidade reduzida, tanto na instalação quanto na manutenção e no preço. Para conhecer mais dessa nossa solução, baixe gratuitamente o nosso catálogo.

[Catálogo] Elevadores de acessibilidade JE, segurança e inclusão no seu projeto!

Mobilidade reduzida: 6 desafios de acessibilidade

Mobilidade reduzida: 6 desafios de acessibilidade

Embora a acessibilidade seja garantida por lei no Brasil, as pessoas com mobilidade reduzida (deficiência locomotiva, gestantes, idosos, obesos) enfrentam diversos desafios.

Problemas com o transporte público, em casa e dificuldade na hora de conseguir um emprego são alguns exemplos de obstáculos.

Portanto, a acessibilidade no Brasil é algo que precisa ser discutido. Assim, essas melhorias podem contribuir para tornar o dia a dia do público mais seguro e confortável. 

Além disso, é uma maneira para proporcionar mais autonomia, bem-estar, qualidade de vida e liberdade para todos.

Para entender mais sobre a acessibilidade, vamos conhecer quais são os principais desafios de pessoas com mobilidade reduzida e discutir algumas melhorias.

Continue conosco e boa leitura!

 

Entenda o que é mobilidade reduzida

Mobilidade reduzida se refere a uma condição em que uma pessoa tem limitações em se movimentar ou se locomover com facilidade e autonomia. 

Assim, essas limitações podem ser causadas por diversos fatores, como doenças, deficiências físicas, lesões, envelhecimento ou outras condições de saúde.

Indivíduos com mobilidade reduzida podem enfrentar desafios para:

  • Caminhar;
  • Subir escadas;
  • Entrar ou sair de veículos;
  • Utilizar transporte público;
  • Acessar edifícios;
  • Participar plenamente de atividades cotidianas. 

Essas limitações têm um impacto significativo na qualidade de vida da pessoa, afetando sua independência, interações sociais e oportunidades de trabalho ou lazer.

 

Conheça 6 desafios de acessibilidade

Conheça os desafios de acessibilidade associados a mobilidade reduzida

Agora que você aprendeu o que é mobilidade reduzida, continue conosco e conheça alguns dos principais desafios de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida.

 

1. Falta de acessibilidade no transporte público

De acordo com a Constituição Brasileira, todas as pessoas têm direito de ir e vir. Porém, infelizmente, muitas vezes isso acontece apenas na teoria.

Isso porque o transporte público é um grande exemplo da falta de acessibilidade nas cidades. 

Veja quais são os principais problemas enfrentados:

  • Poucos ônibus e veículos adaptados para receber esse público;
  • Muito tempo de espera para conseguir pegar um desses ônibus;
  • Falta de treinamento de motoristas e cobradores, que tornam a entrada e a saída do cadeirante realmente frustrante;
  • Passageiros impacientes e mal-educados que querem apressar a entrada do cadeirante.

Portanto, o transporte público ainda precisa de melhorias para conseguir atender bem as pessoas com mobilidade reduzida e criar um ambiente acolhedor e seguro.

 

2. Dificuldade de locomoção em casa

Além da dificuldade da vida social, pessoas com mobilidade reduzida também enfrentam problemas dentro dos seus lares.

Portanto, é fundamental adaptar o ambiente para tornar a vida dessas pessoas mais independente e segura.

Veja alguns exemplos:

  • Instalar corrimãos nos banheiros;
  • Aumentar a largura das portas;
  • Reformar o piso, para que ele se torne regular em toda a casa;
  • Arrumar os móveis para proporcionar liberdade de movimentos;
  • Instalar fitas antiderrapantes para evitar escorregões nas rampas e desníveis;
  • Remover os tapetes da casa (ou fixá-los bem no piso);
  • Instalar elevadores residenciais.

A questão dos elevadores residenciais é bem importante. Afinal, a maioria das pessoas ainda pensa que a tecnologia é exclusiva para empresas ou ambientes maiores — como shoppings, escolas, universidades, entre outros.

Porém, atualmente, é possível instalar um elevador em qualquer residência (tanto em fase de construção quanto nas casas já construídas). 

Para isso, basta investir em uma empresa especializada no assunto, como a JE Elevadores.

Assim, fica mais fácil entender as necessidades e criar um projeto único e personalizado para o lar.

> Você também pode gostar de ler: Elevadores residenciais: tire todas as suas dúvidas!

 

3. Preconceito e desrespeito da população: um dos maiores problemas de acessibilidade

O preconceito é um dos piores obstáculos enfrentados por quem tem mobilidade reduzida. 

Por exemplo, estacionar o carro em uma vaga para deficiente e/ou em frente às rampas de acesso são atitudes que desrespeitam as pessoas com mobilidade reduzida.

Por isso, é importante conscientizar a população sobre a importância do respeito e da empatia com todos — não somente no trânsito, mas em todos os ambientes.

 

4. Mercado de trabalho e a falta de adaptação para pessoas com mobilidade reduzida

Para contratar pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida, é preciso adaptar a infraestrutura.

Afinal, não basta apenas divulgar a vaga e querer mostrar que a empresa trabalha com responsabilidade social para melhorar o posicionamento da marca.

É preciso adaptar a estrutura para que o novo colaborador possa desenvolver o seu potencial de forma tranquila, segura e independente.

É preciso contar com um espaço adequado e ferramentas adaptadas para poder executar o trabalho.

Além disso, é essencial investir em treinamentos para que todos os colaboradores saibam a importância de promover a inclusão social e evitar o capacitismo.

 

5. Dificuldade com a movimentação e acesso

Outro desafio enfrentado pelas pessoas com mobilidade reduzida, com relação às saídas de casa, são as ruas.

Ruas com desníveis, buracos e sem rampas de acesso tornam a experiência de uma pessoa com mobilidade reduzida extremamente desconfortável.

Além disso, é muito comum ver lojas, restaurantes, parques, cinemas (e diversos outros estabelecimentos) sem adaptação na infraestrutura.

Portas pequenas, banheiros sem corrimões e ambientes apertados são alguns exemplos que tornam a experiência do público frustrada.

Por isso, se você tem uma loja, com alguns ajustes você conseguirá atender muito bem esse público. 

Dessa forma, é uma maneira para promover mais empatia, solidariedade e respeito.

 

6. Transporte individual

A mobilidade reduzida pode representar uma série de desafios para pessoas que dependem do transporte individual.

Isso acontece principalmente em áreas onde o transporte público não é suficientemente acessível ou adequado às necessidades específicas.

Além disso, algumas pessoas com mobilidade reduzida podem preferir ou precisar do uso de transporte individual por questões de comodidade, privacidade ou disponibilidade.

Veja algumas dificuldades enfrentadas por pessoas com mobilidade reduzida no transporte individual!

 

Acesso a veículos adaptados

Muitas pessoas dependem de veículos especialmente adaptados para acomodar cadeiras de rodas, scooters ou outros dispositivos de assistência à mobilidade. 

No entanto, esses veículos são menos comuns e, muitas vezes, mais caros, o que pode dificultar o acesso a eles.

 

Dificuldade em entrar e sair do veículo

Pessoas com mobilidade reduzida podem enfrentar desafios significativos ao entrar e sair de veículos.

Isso acontece principalmente se não houver adaptações ou dispositivos de auxílio disponíveis, como rampas, elevadores ou transferidores.

 

Restrições de espaço

Muitos veículos particulares não oferecem espaço suficiente para acomodar adequadamente cadeiras de rodas ou dispositivos de mobilidade. 

Isso pode limitar a capacidade de viajar com independência e conforto.

 

Custo do transporte adaptado

O custo de adaptação de um veículo, ou aquisição de um veículo adaptado, pode ser alto. Então, isso se torna uma barreira financeira para algumas pessoas com mobilidade reduzida.

Você gostou de conferir os 6 obstáculos enfrentados por quem tem mobilidade reduzida? Se sim, que tal continuar aprendendo um pouco mais sobre como contribuir para ter mais mobilidade em casa? Então, leia também: Onde instalar a plataforma residencial para facilitar a mobilidade em casa? 

Inclusão digital: ferramentas para ajudar na acessibilidade

Inclusão digital: ferramentas para ajudar na acessibilidade

A inclusão digital é a garantia do acesso igualitário e o uso efetivo das tecnologias da informação e comunicação.

Assim, ela busca eliminar barreiras e promover a participação de todas as pessoas na sociedade digital, incluindo aquelas com deficiências e limitações.

Segundo os dados de 2010 referente ao Censo Demográfico, no Brasil há 46 milhões de pessoas com deficiência, representando 24% da população. 

No entanto, apesar de ser um número elevado, nem todos os sites ou canais de comunicação são otimizados para atender bem esse público.

Por isso, preparamos este conteúdo. Nele, você conhecerá algumas dicas e ferramentas para promover mais inclusão digital no seu empreendimento. Confira!

 

5 ferramentas que auxiliam a inclusão digital

Ferramentas que auxiliam a inclusão digital

Continue conosco e veja algumas ferramentas que ajudam na inclusão digital.

 

1. Intérprete visual 

O intérprete visual 3D é um dos recursos que podem ser adotados para cumprir a Lei Brasileira de Inclusão (LBI) e garantir a acessibilidade na internet.

Esse recurso traduz simultaneamente os textos em português para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). 

Para as pessoas com deficiência, o intérprete visual 3D proporciona acesso simples ao conteúdo do site: basta clicar em uma tarja azul ilustrada por duas mãos. 

Dessa forma, facilita a compreensão e a participação de pessoas com deficiência, promovendo a inclusão digital de forma efetiva.

 

2. Sites para daltônicos

Alguns sites adotam recursos para facilitar a leitura para pessoas com daltonismo.

Um exemplo é o botão de brilho, que converte as cores do site para preto e branco, permitindo que os daltônicos diferenciem melhor os elementos. 

Além disso, é importante evitar a disponibilização de informações exclusivamente por meio de cores.

Assim, ao utilizar gráficos ou diagramas coloridos, é fundamental adicionar rótulos ou descrições que forneçam contexto aos dados apresentados. 

Essas práticas ajudam a garantir a acessibilidade e inclusão digital para pessoas com daltonismo, tornando a experiência na web mais acessível e compreensível para todos.

 

3. Movimento #PRACEGOVER e #PRATODOSVEREM

Empresas comprometidas com a inclusão digital adotam o movimento #PRACEGOVER e #PRATODOSVEREM ao incluir textos alternativos nas imagens de suas mídias digitais.

Esses textos descrevem detalhadamente o conteúdo das imagens, como cores, objetos, pessoas e suas ações.

Assim, permite que pessoas com deficiência visual compreendam o contexto visual por meio de leitores de tela ou outros recursos de acessibilidade. 

Dessa maneira, essas hashtags destacam o compromisso em fornecer uma experiência inclusiva.

Então, isso garante que todos os usuários tenham acesso igualitário à informação, independente de suas limitações visuais.

 

4. Alternativas para a mobilidade 

Para pessoas com problemas de mobilidade, a acessibilidade nas ruas e estabelecimentos é frequentemente limitada e mal planejada. 

No entanto, há soluções inovadoras disponíveis no mercado que visam melhorar essa situação. 

Um exemplo é o aplicativo Guia de Rodas, que permite aos usuários avaliar o nível de acessibilidade de locais que visitam e compartilhar essas informações com outros usuários.

>> Você também pode gostar de ler: mobilidade e acessibilidade urbana: principais desafios para deficientes físicos

5. Extensões do Google

No Google, é possível instalar extensões que auxiliam pessoas com deficiências visuais. Confira algumas delas:

  • Read Aloud: lê em voz alta o conteúdo das páginas;
  • High Contrast: ajusta o contraste das cores para maior legibilidade. 

Assim, essas extensões fornecem suporte adicional para deficientes visuais, melhorando a experiência de navegação na internet e promovendo maior acessibilidade digital.

 

5 dicas para promover a inclusão digital na sua empresa

Dicas para promover a inclusão digital na sua empresa

Agora que você conheceu algumas ferramentas importantes para promover a inclusão digital, vamos conferir algumas dicas rápidas para implementar na sua empresa?

 

1. Invista na transcrição dos áudios e legendagem de vídeos

Investir na transcrição dos áudios e legendagem de vídeos é uma importante prática para promover a inclusão digital.

Afinal, isso permite que pessoas com deficiência auditiva tenham acesso ao conteúdo por meio de leitores de tela e leitura de legendas.

Dessa maneira, garante a compreensão e participação plena na era digital.

 

2. Treine os seus atendentes para acolher pessoas com deficiência

É essencial treinar os atendentes para acolher e atender às necessidades de pessoas com deficiência.

Por exemplo:

  • capacitar a equipe para lidar com ligações feitas por aplicativos que leem textos para pessoas surdas;
  • oferecer suporte adequado;
  • utilizar recursos de comunicação acessíveis.

Assim, isso garante uma experiência inclusiva e satisfatória para todos os clientes, fornecedores e parceiros.

 

3. Use atributo alt text nas comunicações digitais

O uso do atributo “alt text” é fundamental nas comunicações digitais. 

Ao adicionar texto alternativo às imagens, você apresenta uma descrição clara para pessoas com deficiência visual que utilizam leitores de tela.

Dessa maneira, além de garantir uma experiência inclusiva e acessível para todos os usuários, essa prática melhora o ranqueamento do site nos mecanismos de busca.

Portanto, verificar a presença do “alt text” em todas as imagens é uma ótima ideia para otimizar a acessibilidade e a visibilidade das suas páginas na web.

 

4. Utilize fontes legíveis e tamanhos adequados

Ao criar um site ou qualquer comunicação visual on-line, é importante utilizar fontes legíveis e tamanhos adequados.

Para isso, opte por fontes claras e de fácil leitura, garantindo que o texto seja legível em diferentes dispositivos e tamanhos de tela.

Afinal, ajustar o tamanho da fonte para ser confortável para todos os usuários é essencial, especialmente para aqueles com dificuldades visuais. 

Assim, isso contribui para uma experiência acessível e agradável para todos os usuários.

 

5. Ofereça opções de acessibilidade para promover a inclusão digital

Oferecer opções de acessibilidade é fundamental para promover uma experiência inclusiva em seu site.

Para isso, disponibilize recursos como:

  • aumentar o tamanho do texto;
  • alterar o contraste das cores;
  • ativar o modo de alto contraste;
  • opções de leitura em voz alta.

Essas opções permitem que cada usuário personalize a experiência de acordo com suas necessidades.

Dessa maneira, garante um acesso igualitário e facilita a navegação para pessoas com diferentes habilidades e deficiências.

E aí, você gostou de aprender um pouco mais sobre as ferramentas de inclusão digital?

Então, aproveite para ler também: 3 principais pilares sobre a norma de acessibilidade. Boa leitura!

6 filmes sobre acessibilidade e inclusão que você deve assistir

6 filmes sobre acessibilidade e inclusão que você deve assistir

Os filmes sobre acessibilidade e inclusão são sempre lições de vida do início ao fim. Afinal, eles fazem com que possamos enxergar uma nova realidade e nos colocarmos no lugar do outro.

São emocionantes, dramáticos e nos ajudam a ter novas perspectivas. 

Quer algumas dicas de filmes sobre acessibilidade? Continue a leitura e confira 6 ideias para assistir com a família.

 

1. The Fundamentals of Caring (Amizades Improváveis)

The Fundamentals of Caring

Ben Benjamin (Paul Rudd) é um escritor que está passando por diversos dilemas pessoais.

Como uma tentativa de colocar a sua vida nos eixos, decide fazer um curso de cuidador e consegue o seu primeiro emprego para cuidar de Trevor (Craig Roberts).

Trevor é um adolescente com Distrofia Muscular de Duchenne (DMD). Ele vive em uma cadeira de rodas e tem uma rotina muito monótona.

Então, Ben planeja uma viagem e eles vão à procura do poço mais profundo do mundo.

No caminho, encontram a jovem Dot (Selena Gomez), que embarca com eles nessa jornada divertida, sarcástica e emocionante.

 

2. Como Eu Era Antes de Você — Prime Vídeo

Como Eu Era Antes de Você

Um romance dramático, disponível na Prime Vídeo, que conta a história de Will (Sam Claflin), um jovem bem-sucedido, rico, cheio de amigos e muitas mulheres.

Porém, ele sofre um grave acidente que o deixa tetraplégico e entra em uma depressão profunda. Assim, ele perde o desejo de viver.

Como uma tentativa para trazer mais luz e alegria para a vida de Will, sua família contrata Louisa (Emilia Clarke) para fazer companhia e deixá-lo mais animado.

Louisa tem uma vida modesta com muitas dificuldades. Mas, mesmo assim, faz de tudo para provar ao Will que a vida é bela e existem inúmeras razões para viver.

 

3. Extraordinário — GloboPlay

Extraordinário

Extraordinário conta a história de Auggie Pullman (Jacob Tremblay), um menino que nasceu com deformidades faciais e que, ao longo dos seus 10 anos, teve que passar por 27 cirurgias plásticas.

Ele sempre foi educado em casa, pela sua mãe, Isabel (Julia Roberts). Porém, aos 10 anos, ele pede para frequentar uma escola regular.

Auggie sempre viveu rodeado de amor e carinho pela sua família, porém, na escola, enfrenta muita discriminação e bullying.

O filme é uma lição de vida, emocionante e dramática, que ensina sobre respeito, aceitação, evolução e amor.

 

4. Meu Nome é Rádio — YouTube

Meu-nome-e-Radio

Harold Jones (Ed Harris) é o treinador de futebol americano em uma escola, em uma pequena cidade dos Estados Unidos.

Ele conhece um jovem com dificuldade de aprendizagem, James Robert Kennedy (Cuba Gooding Jr.). 

Porém, como o jovem não falava com ninguém e só perambulava pelo campo de treinamento, ninguém sabia o seu nome.

Por isso, passaram a chamá-lo de Rádio, visto que ele gostava muito de rádios. 

Rádio se torna o fiel assistente de Harold, desenvolve sua autoconfiança e eles se envolvem em uma belíssima amizade.

Porém, as coisas começam a ficar tensas quando o treinador começa a receber reclamações porque sua devoção por Rádio está comprometendo a busca pela vitória no campeonato.

 

5. Special — Netflix Série

Special — Netflix Série

“Special” é uma série curta da Netflix (os episódios têm, em média, 15 minutos).  

Assim, a comédia dramática conta a trajetória de Ryan Hayes (Ryan O’Connell), um jovem gay que tem uma leve paralisia cerebral.

Ele decide recomeçar a sua vida e realizar todos os seus sonhos que haviam sido deixados para trás devido a sua condição.

Então, a partir daí ele quer conquistar o primeiro emprego, morar sozinho e longe de sua mãe (extremamente controladora) e se envolver em um relacionamento amoroso.

 

6. Atypical — Netflix Série

atypical

A série da Netflix tem como personagem principal o adolescente de 18 anos, Sam Gardner (Keir Gilchrist). E não poderia ficar de fora desta seleção de filmes sobre acessibilidade e inclusão.

Sam foi diagnosticado com espectro autista ainda quando era pequeno. 

Assim, ele busca pela sua independência, enfrenta as mudanças entre o final do ensino médio e a entrada em uma universidade e quer ter uma namorada.

A série mostra como é a sua rotina e os desafios enfrentados pelo autismo.

Você gostou de conferir as nossas dicas de filmes sobre acessibilidade e inclusão? Se sim, aproveite para conhecer também os projetos de acessibilidade da JE Elevadores.

Acessibilidade direito de todos

Elevadores residenciais: tire todas as suas dúvidas!

Elevadores residenciais: tire todas as suas dúvidas!

Os elevadores residenciais ajudam a promover uma locomoção confortável para todas as pessoas. Por conta disso, estão sendo cada vez mais procurados. Porém, existem muitas dúvidas que permeiam o assunto. 

Para lhe ajudar a sanar todas elas, elaboramos este conteúdo. Nele, você vai conferir as principais dúvidas respondidas sobre os elevadores residenciais. 

Vamos lá? Boa leitura.

 

Os elevadores residenciais valorizam o imóvel?

Sim. Com os elevadores residenciais, o imóvel se torna mais valorizado. Isso acontece porque você pode aumentar o preço na hora da venda.

Afinal, além do retorno financeiro, há a satisfação de ajudar a promover mais acessibilidade para todos naquela residência.

 

Os elevadores prejudicam a estética do imóvel?

Não, muito pelo contrário: os elevadores residenciais ajudam a melhorar a estética. Isso porque, eles podem ser personalizados conforme as necessidades e preferências dos clientes.

Por isso, saiba que a empresa responsável vai elaborar um projeto realmente incrível para tornar o ambiente harmonioso.

 

Posso usar os elevadores para transportar as minhas compras?

Sim. Os elevadores proporcionam mais comodidade para você e a sua família. 

Então, além de ajudar a locomover pessoas com mobilidade reduzida (principal função do equipamento), eles podem ser utilizados para facilitar a rotina, transportando, também, as compras do mercado, por exemplo.

Para isso, basta observar as instruções do fabricante e jamais ultrapassar o limite de peso estabelecido. Portanto, ele pode ajudar nas tarefas diárias. 

 

Preciso reformar toda a minha casa para instalar um elevador residencial?

Não. A instalação de um elevador residencial costuma ser rápido e fácil. Então, não precisa se preocupar: não será necessário reformar a casa inteira — diferentemente do que aconteceria se você precisasse investir em rampas de concreto, por exemplo.

Portanto, saiba que ao entrar em contato  com uma empresa especializada no assunto, como nós, da JE Elevadores, a instalação será prática e fácil. Além disso, não é necessário um espaço enorme destinado a ele.

Para você ter uma ideia, é preciso ter uma área de no máximo 2 metros quadrados para acomodar o equipamento e promover uma boa entrada para o usuário.

 

Como escolher um elevador residencial?

Para acertar na escolha de um elevador residencial, primeiramente, encontre uma empresa especializada, como a JE Elevadores.

Dessa forma, apresente as necessidades para a empresa. A equipe técnica responsável vai analisar com calma o caso, entender a sua realidade, estudar como será feito o projeto e será apresentado um orçamento.

Então, ficará muito mais fácil encontrar um produto personalizado que realmente atenda às reais necessidades.

  • Para conhecimento: além da residência, os elevadores de acessibilidade podem ser instalados em escolas, hospitais, empresas, indústria e comércio.

 

> Você também pode gostar de ler: Como escolher empresas fabricantes de elevadores de acessibilidade de qualidade?

 

Os elevadores residenciais podem ser instalados somente no interior da casa?

Embora a instalação dos elevadores de acessibilidade seja mais comum e solicitada para o ambiente interno, eles também podem ser instalados na parte externa da residência.

Afinal, o ideal é que ele seja instalado em um local que não haja movimento intenso de pessoas. Isso garante mais segurança para todos e se torna muito mais cômodo para a rotina. Então, não tem problema: ele pode ser instalado no ambiente externo desde que seja enclausurado.

 

Qual é a melhor empresa de elevadores residenciais?

Se você quer investir em uma empresa séria, de confiança e com alta credibilidade no mercado, invista na JE Elevadores.

A JE Elevadores é uma das melhores fabricantes de elevadores de acessibilidade. Ela foi fundada em 2011 na cidade Rio do Sul (SC). Portanto, ela conta com alta experiência no mercado.

A empresa tem como principal objetivo garantir o acesso a pessoas com mobilidade reduzida. Além disso, os elevadores são projetados conforme a necessidade de cada cliente.

Então, a JE Elevadores tem uma equipe especializada, incluindo um engenheiro responsável pelo projeto de acessibilidade. Dessa forma, garante total segurança, qualidade e conforto aos seus clientes.

Você gostou de tirar todas as suas dúvidas sobre os elevadores residenciais? Sabia que nós, da JE Elevadores, somos especialistas no assunto?

Conheça aqui os nossos projetos de elevadores residenciais e se inspire nas nossas ideias.

Modelos-e-aplicações-da-plataforma-e-elevador-de-acessibilidade